SOBRE O BLOG

Miscelânea intuitiva de gostos, sonhos, desejos, angústias, paixões e destemperamentos, e,porque não, de ódios, raivas e estresses... Miscelânea é assim: TEM DE TUDO!

Meu Diário de Bordo da solidão, meu painel de idéias e guia de entendimento, tudo misturado com humor, drama, terror, anti-corintianismo, sentimentos e doses homeopáticas de papo sério.

Chega junto, arruma um banquinho, senta aí e vem comigo!

Páginas

sábado, 5 de junho de 2010

SUPÉRFLUOS, SUPÉRFULOS E SUPER-FULOS...

Passeando no blog dona Michele, que falava sobre a futilidade de certas opções do MSN, comecei a pensar no supérfluo de todo o mundo...

Vez ou outra no dia,como qualquer ser humano, faço xixi. Tenho autonomia de 8 horas sem banheiro, mas como já tive problemas nos rins, não custa nada visitá-lo de vez em quando. 
Hoje, após minha visita matutina, percebi que a água estava verde após eu dar descarga. Lembrei-me do tabletinho mágico que compro todo mês para ter esse efeito colorido.

Pago R$ 6,00 para ver a descarga ir colorida e voltar verde e com cheirinho de maçã-verde. Senti-me um viado!

Aguinha verde com cheirinho de maçã... Existe alguma coisa mais supérflua que isso? Será que algo pode ser tão descartável e inútil quanto deixar a água do vaso sanitário colorida?

Pior que existe! Lembro-me de tantas...

Lembro-me do boneco Bundão, que a gente pregava no vidro traseiro do carro e, apertando uma bombinha, ele mostrava a bunda para o motorista do carro de trás. Naquela época, era difícil ver um carro sem, aliás, acho que chegou a ser item de série em algumas fábricas...

E a mola-maluca? Toda criança humana que se preze devia ter uma. Eu não tinha, por isso meus 2314 traumas de infância... Jogava-se da mão direita para a esquerda, da esquerda para a direita, da direita para a esquerda, da esquerda para a direita, assim, indo e voltando, até gastar...

E ursinho de pelúcia para a namorada? Deus do céu!!! Será que existe algo mais inútil no mundo do que mulher brincando com ursinho de pelúcia? Adultas, formadas, estudadas, TODAS tornam-se debilóides na frente de um ursinho peludo e sorridente. E o pior: são caros e sempre vão para o lixo quando o namoro acaba, especialmente aquele ursinho “AMO VOCÊ”... É o primeiro dentro do saco preto... E se eu faço a mesma coisa, compro um soldadinho dos Comandos em Ação e fico brincando, sou problemático e infantil. Se brincar com o ursinho, sou viado. Alguém pode me explicar? 



Existem tantas coisas inúteis e sem sentido que nos rodeiam que poderia falar sobre isso por dias... Relógio-controle-remoto, Louro José que dá bom dia, pingüim em cima da geladeira, fitas de vídeo de casamento e batizado, cd do Djavan, sogras... PRA QUE DIABOS SERVEM AS SOGRAS??? A civilização evoluiu e o supérfluo evoluiu junto. Civilizar-se é “comprar e guardar coisas”. Civilizar-se é "não poder por sogra na fogueira..."(ái, meus rins!)

Será que alguém ainda usa aquela caneta que tinha um relógio digital embutido? Ou a famosa pulseira bate-enrola? Ou a xuca da Xuxa? Ou o boneco do Halleyfante? Alguém se lembra do Halleyfante, que apresentava o BALÃO MÁGICO junto com o Jairzinho? Eu nunca tive um boneco do Halleyfante... Nem mesmo a luneta, o binóculo ou o visor do Halley, aquele cometa fajuto que ficou de passar perto da Terra, em 1986, e ninguém viu mais gordo... Foi o golpe de marketing do século, e não houve uma revolução ou queda de governo por causa disso...

Alguém tem a miniatura do César Sampaio, que a Coca-Cola deu na Copa de 1994? Ou aqueles rádios “orelhinha” que fizeram sucesso na Copa de 1986? Ou o “óculos do Chaves”? Pogobol? Álbum de figurinhas do ET? Eu colecionava as figurinhas do ET, mesmo não sabendo do que se tratavam, pois em minha cidade não havia cinema e eu somente assisti ao filme 20 anos depois...

Alguém consegue me explicar a utilidade do botão “CRISPIS”, no forno microondas, sendo que TODOS sabem que, se eu quiser comer algo crocante, o microondas será o último lugar do mundo onde eu colocaria minha pizza?

Por que alguém, em sã consciência, passa o dia todo assistindo e anotando receitas que sabe que nunca vai ter tempo, vontade ou dinheiro para fazê-las?

Ah, não entendo o mundo moderno, cheio de coisas supérfluas e sem valor algum.

Deixem-me aqui em casa, com o meu cheirinho de maça-verde no ar, a minha coleção de selos antigos e minha coleção de cartões postais de lugares para onde nunca vou poder ir. Meu tempo é precioso demais para perder tempo com coisas mesquinhas...

Acho que vou olhar, pela janela, meu vizinho (próxima crônica!) assistindo TV e comendo amendoim!

2 comentários:

Fátima disse...

rs.. gostei de tua sinceridade e tua visão antenada com a realidade. Ah!.. não jogo meus ursos de pelúcia, adoro eles..rs

Fazendo visitas em novos blogs,

Beijos

Michele P. disse...

Se meu namorado presentear-me com um ursinho ele sabe que é fim de namoro, sem direito a argumentações!
Não existe nada mais chato do que isso.Ele, como bom entendedor, escolhe sempre as duas coisas que mais me deixam feliz no mundo: livros e perfumes! hehe

Cada louco som suas "superflualidades". risos

Beijão

PS: Ficou famoso com o 400 réis, bloqueou-me no msn ou não se mete mais com gentalha????? Vc anda sumido... rs