SOBRE O BLOG

Miscelânea intuitiva de gostos, sonhos, desejos, angústias, paixões e destemperamentos, e,porque não, de ódios, raivas e estresses... Miscelânea é assim: TEM DE TUDO!

Meu Diário de Bordo da solidão, meu painel de idéias e guia de entendimento, tudo misturado com humor, drama, terror, anti-corintianismo, sentimentos e doses homeopáticas de papo sério.

Chega junto, arruma um banquinho, senta aí e vem comigo!

Páginas

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Relacionamentos

Hoje falarei sobre relações e relacionamentos, mas com todo tato do mundo, pra não ferir ninguém nem ser politicamente incorreto, afinal, relacionamento é negócio complicado. Pelo menos os meus são. Os meus e
os de 98% da humanidade. E pensando bem, não escapam nem os 2% que sobraram.
Os 2% são os celibatários, e pela dor de cabeça do Bento XVI, acho mesmo que podemos dizer que 100% dos relacionamentos são complicados, uns mais, uns menos...

Impossível ser diferente: somos "assim", a outra parte é "assado", e pronto, dá-se a confusão.

Já que nascemos sem manual de instrução, ao menos deveríamos ter um pra nos relacionarmos com outros seres humanos, pois ô espécie desgraçada essa nossa! Vez ou outra, entendo os zoofilistas...

Dia desses, em conversa longa, via TIM, só R$0,25 qualquer ligação (me devem o merchan!), com minha amiga Kátia do outro lado da linha, falamos muito sobre relações e seres humanos e outros bichos.
Como ela é veterinária, entende o outro lado da força... Discorremos horas e horas sobre o parceiro ideal e homem perfeito. Depois, paramos de falar de mim e falamos sobre nossos históricos de relacionamentos...

Bizarro... BI-BI    ZA-ZA    RÔ-RÔ

Ela tem histórico pior que o meu: um de seus últimos ex era maluco e achávamos mesmo que, se ela não tivesse pulado fora a tempo, ele a teria comido. Nota: comido mesmo, em fatias finas, com cebola e pouco óleo, bacon e folhas de manjericão!

Nunca dei a "sorte" de namorar maluca assim, mas já tive meus problemas com insanidades, como aquela que, no segundo encontro, começou a falar de nossos filhos ou a outra, que com 3 semanas de namoro, começou comprar enxoval... Prefira ser comido com cebolas e mostarda! (odeio mostarda!) Mas vou deixar essas histórias pra outro post...

Tornemos aos relacionamentos...

Item importantíssimo em posts sobre relacionamentos, é o quesito PÉ-NA-BUNDA. Quem nunca tomou o seu que atire a primeira bota!

PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: Como pode aquela pessoa a quem nós nos dedicamos tanto se tornar aquele monstro sem alma que nos chuta sem dó nem piedade, que não atende telefonemas, que não responde e-mails, e que te deda pro IBAMA quando fazemos sinal de fumaça?


Claro que já dei os meus pés-na-bunda alheia, mas sou tão sutil que parece até que quem levou fui eu.

Diferente é quando a bunda é a minha... Parece que esquecem que sou humano, ser vivo, sistema nervoso
central intacto, e que respira, sente dor, fome e frio, e dão com os dois pés, enlameados, sem dó nem piedade! Vez ou outra, não ganho pé-na-bunda e sim a joelhada voadora do Savamur...

Sim, leitor, já tomei meus pés-na-bunda, por mais que as aparências mostrem que não!
Para quem não sabe, meu último pé-na-bunda foi daqueles cinematográficos, estroboscópicos, palacianos e onomatopéicos, e, diferente de todos os fins de namoro descentes, nem ao menos chavão tive a sorte de ouvir.

Ao invés do clássico:

O PROBLEMA NÃO É VOCÊ, SOU EU!
(que usei uma vez, mas o problema ERA eu mesmo!)

Ouvi:

TODOS OS PROBLEMAS SÃO VOCÊ, NÃO EU!
(e descobri-me como pivô das desgraças, a besta do apocalipse, o causador do efeito-estufa, da poluição do mar e do ar que respiro, das cagadas do PT e da gordura do Ronaldo gordo. Minha auto-estima nunca
foi tão baixa..
.)

Tornemos ao pé-na-bunda, que ainda lateja:

E ao invés do clássico insuperável:

VAMOS SER AMIGOS!
Variáveis:
SEJAMOS AMIGOS!
NÃO PERCAMOS CONTATO!
NÃO QUERO PERDER SEU CARINHO!
SINTO CARINHO POR VOCÊ, MAS DE OUTRA FORMA!

Ouvi:

NÃO ME LIGUE, NÃO ME SIGA, NÃO ME ACHE E FINJA QUE MORRI! AH, E NÃO LEVE FLORES AO MEU TÚMULO: FUI CREMADA E JOGADA AO MAR!


Pois é, nem o bandido mau caráter da novela das 8 toma um pé desses, mas é a vida. E a causa das minhas úlceras e insônias.

Post feito, sei que virão comentários me criticando...
Alguns dirão que me exponho demais e que deveria ficar quieto, essas coisas não se contam (a dita cuja achava isso, mas hoje ela nem meu Blog lê), mas tô sem dinheiro, não sou viado nem maluco pra fazer terapia e, sem plano de saúde (thanks, Marília!) (thanks, JCC. Você fudeu minha vida!), só me resta o Blog como saída honrada ao suicídio por harakiri...

Por isso, caros leitores, pensem DUAS vezes antes de dar o pé no seu love... Seja humana, lembre-se que do outro lado tem gente, que sofre, ri, chora... Dia vai, dia vem, chega nossa vez de entrar com a bunda
nas negociações...
Assim é a vida...
--
Enviado do meu celular

11 comentários:

Michele P. disse...

Amigo, hoje estou acabada.
Amanhã passo e deixo um comentário decente. Mas adianto: Gostei do texto.
Bjos

Helena disse...

A verdade é que ninguém escapa . Eu já levei meu e valeu pela vida inteira...não posso dizer que não mereci, mas traumatiza, poxa ! Por mais que seja com todo o jeitinho ;)
Mas fazer o quê, né?
Quando acaba, acaba mesmo e não há alternativa, a não ser, superar.
Bjão!

Flávia disse...

Você acredita realmente que dá pra ser amigo de ex?
Vou te falar uma coisa, já tentei e não deu muito certo não...com um, acabei ficando de novo e com o outro, morri de ciúme quando arrumou outra.
Mas como vc mesmo disse...assim é a vida...
Beijo grande!

Costureira de estrelas. disse...

Ah, quer saber?
Eu adorei o jeito que vc escreve :)
De verdade... Achei graça quando li essa parte 'Já que nascemos sem manual de instrução, ao menos deveríamos ter um pra nos relacionarmos com outros seres humanos, pois ô espécie desgraçada essa nossa! Vez ou outra, entendo os zoofilistas...' Pq ontem mesmo escrevi em meu outro blog sobre isso!!!!
Deveríamos mesmo vir com um manual de instruções! Facilitaria TANTO né?
=)
Obrigada pela passagem e comentário em meu blog!
Estou seguindo o seu!
beijocas e ótima tarde =*

Kelly disse...

"Vez ou outra, não ganho pé-na-bunda e sim a joelhada voadora do Savamur..."

CARA, quem em sã consciência ia lembrar do savamur no meio dum texto tão vivo e cheio de verdades?

TÚ É O CARA, MANO!rsrsr

Beijão

Michele P. disse...

Oiiiiii...
Agora devidamente descansada, voltei para "palpitar". Antes de qualquer coisa, queria relembrá-lo de um certo comentário que deixou em meu blog outro dia, quando postei um textinho bobo sobre relacionamentos.
Você disse que na atualidade, são muitas as mulheres que não valorizam a união e depois reclamam por estar sozinhas.
Acredito que você escreveu sem segundas pretensões. Mas aquilo me fez perder algumas noites de sono... Fiquei pensando na verdade e na dor contida em tuas palavras.
Talvez por estar naquele período vivenciando uma fase de crise no namoro, teu comentário teve tanto peso. Fez com que eu me colocasse no lugar "dele", com que pensasse em todos os sentimentos que derivam do desprezo e que machucam e outras coisas assim...
Cheguei a conclusão de que você e Clarice Lispector estão certos: "ninguém perde nada em dar e em receber amor."

PS: Gostei da nova "cara" do seu blog. Ficou muito mais vivo e alegre.

Beijo carinhoso e agradecido. :-)

Flávia disse...

Cá estou eu novamente, depois de um leve puxão de orelha...
Após fazer uma reflexão mais profunda sobre o texto, descobri duas passagens engraçadas.
A primeira é quando você está no telefone com sua amiga, quando você se descreve como homem perfeito e parceiro ideal- é a sua cara dizer isso, parece até que tô vendo!
A segunda ( que achei a melhor), foi a história dos filhos e do enxoval...eu imaginei a cena- foi hilário ver sua cara de: Meu Deus, onde fui me enfiar?
E pra não perder o costume, vou pedir uma coisa. Não, não é sobre os corintianos......
Marília é uma cidade ótima, que acolheu o senhor muito bem, portanto, direcione seus comentários maldosos para o mariliense certo, e não para todos nós!!!
Beijão

Kαяℓiiท௮α disse...

"Como pode aquela pessoa a quem nós nos dedicamos tanto se tornar aquele monstro sem alma que nos chuta sem dó nem piedade, que não atende telefonemas, que não responde e-mails, e que te deda pro IBAMA quando fazemos sinal de fumaça?"

Essa parte resume minha situação atuale o meu relacionamento foi por agua abaixo...pensei q fosse culpa minha, mas dpois vi q não deveria me culpar por algo q não tive culpa.

ótimo blog! ;)
Passarei sempre por aqui, amelistico!

Bjux

ps=Obrigada pela visita!!!

LOGAN disse...

PEDIDO ACEITO, FLÁVIA! Marília poupada...

LOGAN disse...

MICHELE,

Thanks pelo carinho e pelos elogios. Tô muito feliz por ter tirado seu sono e ajudado em algo. Esse negócio de BLOG, vez ou outra, traz gratas surpresas...

Adoro seu cantinho...

Flávia disse...

Não esperava outra atitude de vc.
Obrigada, beijossss