SOBRE O BLOG

Miscelânea intuitiva de gostos, sonhos, desejos, angústias, paixões e destemperamentos, e,porque não, de ódios, raivas e estresses... Miscelânea é assim: TEM DE TUDO!

Meu Diário de Bordo da solidão, meu painel de idéias e guia de entendimento, tudo misturado com humor, drama, terror, anti-corintianismo, sentimentos e doses homeopáticas de papo sério.

Chega junto, arruma um banquinho, senta aí e vem comigo!

Páginas

sábado, 18 de junho de 2011

Manual de Instruções

Um dos grandes defeitos da vida é o fato, óbvio ululante, de que ela
não venha com manual de instruções. Jogam-nos aqui, pelados, banguelos
e analfabetos -verdadeiros corintianos- e exigem que saibamos como
agir...

Nascemos sem manual, mas quer saber duma coisa? DEVIAMOS TER UM!

Já prestou atenção que nada que adquirimos na vida e tenha algum valor
vem sem manual de instrução? Carro, moto, casa, tv, dvd, celular...
Claro que quadros e cds e dvds, hoje em dia, vem sem manual, mas eu
lembro do tempo em que os cds vinham com explicação dentro da
embalagem, explicando o que era o laser, que fazia mal pros olhos se
ficássemos olhando contra a luz, que não devíamos escrever com caneta
bic ou com prego sobre o disco, que não deviamos lavar o cd na máquina
de lavar louças nem colocá-lo no microondas e nem ao utilizar o
orifício do cd com objetivos sexuais. Hoje em dia, só não vem por que
qualquer zé-ruela sabe usar, de tanto que já foi explicado...
Quanto aos quadros, não sei. Será que já vieram com instrução um dia?
Fico aqui comigo imaginando o panfleto:

1) Pregue um prego -em ambientes mais requintados, sugerimos um
parafuso- na parede desejada, de preferência em lugares de visão
fácil. Evite utilizar as paredes atrás dos guarda-roupas ou outros
móveis, para não atrapalhar a utilização do produto;

2) Após selecionado o lugar de fixação, pendure o quadro
preferencialmente com o lado impresso/desenhado/pintado virado para o
lado oposto à parede. Isso facilita a visão e aproveitamento da obra;

3) Sente-se ou fique em pé, ou fique de esgueio, como desejar;

4) Uma vez postado em frente ao produto, com os olhos abertos, olhe até enjoar.

Apesar de provada e demonstrada a importância dos manuais de
instrução, me toquei duma coisa: A VIDA VEM SEM!

Perceberam? Faz falta desde que nascemos...

Quando vamos à maternidade retirar o pacotinho que chora, faz cocô e
baba, não nos dão nada que nos ajude a melhor interagir com o produto.
E quando pensamos que cada produto tem uma especificação diferente,
pior ainda! Há o que chora o dia todo. Há o que só chora a noite. Há o
que chora e caga a noite. Há o cagão que chora e caga o dia todo. Há o
quietinho, que quase nem chora, mas tenha certeza: deve ser o pior
cocô entre todos os expostos...
O menino começa a chorar e lá vem as possibilidades:

-Deve ser o dentinho nascendo...

-Isso é cólica, vai por mim!

-É fome, não está vendo?

-Sei lá porque está chorando! Xuxa um supositório nele que passa!

E isso que eu só falei de recém-nascidos! Imagina o resto da vida...
Quando dar o primeiro beijo? Quando transar? Sexo daria um capítulo especial...

VERSÃO MASCULINA: Se faça de bonzinho até conseguir colocar "isso"
"naquilo". Depois, reavalie seu relacionamento, que pode estar sendo
"rápido demais", ter problemas mas "não é você, sou eu", ser sufocante
ou, em casos raros, ser bom paca. Nesses casos, siga em frente.

VERSÃO FEMININA: Faça cu doce para deixar ele por "aquilo" "nela",
mesmo quando você está babando de vontade. Diga "não" quando quer
dizer sim, e depois que rolar coloque a culpa nele. Lembre-se: sexo é
poder, e nossa única forma de controle indireto é o fato de darmos
quando queremos, somando-se ao fato de que eles querem sempre.

E filhos, então? Quando reproduzir? Quanto reproduzir? Porque
reproduzir? Tive uma filha: jogo ou não jogo no rio de Piracicaba?
Quando morrer? Por que homem tem peitinho? Por que mulher tem TPM e
fica um porre? Por que os homens são legais e as mulheres de marte?

Quando observamos isso, percebemos a deficiência dos órgãos públicos,
que nada fazem. Cadê o PROCON? Cadê a SUNAB? Cadê o INMETRO?

Na verdade, comecei a escrever para falar das dificuldades em sabermos
pra onde ir, qual porta seguir... Ia falar de relacionamentos, ia
falar de dúvidas, ia falar de filhos prontos e gente sem filhos. Ia
falar de uma imensidão de coisas que me espremem a medula e que não
sei outra forma de expor, mas sei lá porque, a obviedade dos problemas
sumiram quando comecei a escrever sobre manuais de instruções e
quadros...
Sinto falta de um manual de instruções. Sinto falta de meus pais, pois
na falta de manual, eu sempre recorria a eles, e hoje, no meio de
minhas dúvidas existenciais, percebo o quanto é difícil isso de
tomarmos direções definitivas na vida...

Com um manual, não. Bastava eu olhar o índice, buscar
RELACIONAMENTOS, procurar o sub-item "com mais de 30 anos" e uma vez
lá, saber como portar-me, como agir, como entender...

Talvez o legal da vida seja a possibilidade de quebrarmos a cara e ver
que vez ou outra, raramente, diga-se de passagem, não quebramos e as
coisas fluem corretas...
Talvez a merda da vida seja justamente isso de andarmos tateando as
cegas por aí, sem saber como, onde e porque...

Por isso é que sem manual ou indicação, eu ando com a tecla foda-se
permanentemente ligada, atento as possibilidades, as necessidades e
aos caminhos que surgem vez ou outra... Mas que seria ótimo um manual,
mesmo que sem figurinhas, ah, isso seria...

--
Enviado do meu celular

NO TWITTER: http://twitter.com/caimola

*"O entusiasmo é a maior força da alma. Conserve-o e nunca lhe faltará poder
para conseguir o que deseja**."*
*Napoleão*

2 comentários:

Inaie disse...

ah Logan, se me derem um manual de instrucoes, vou fazer o mesmo que faco com todos os outros...jogar no lixo, e depois ligar pros amigos pra perguntar que porra eu faco agora? Se eu tivesse um manual de instrucoes,eu perdeia o frio na barriga antes de tomar uma decisao mais complicada. perderia o direito de fazer bobagens, de arriscar de aprender com as cagadas proprias e alheias. quero manual nao. Fico com o livre arbitrio, com o aprendizado constante, com o extase da conquista, do acerto. Amo!!

Manu Abintes disse...

Como não amar o que você escreve??? Mesmo lendo tardiamente, como sempre, ainda acredito ter sido no tempo certo...
Vamos ganhar mais um bebê em casa (que infelizmente não é meu de novo!) e um manual seria bem vindo...
Por hora digo apenas: Quer casar comigo??? rsrs
Amo seus escritos!!!
E amo você também... com ou sem papel e caneta!