SOBRE O BLOG

Miscelânea intuitiva de gostos, sonhos, desejos, angústias, paixões e destemperamentos, e,porque não, de ódios, raivas e estresses... Miscelânea é assim: TEM DE TUDO!

Meu Diário de Bordo da solidão, meu painel de idéias e guia de entendimento, tudo misturado com humor, drama, terror, anti-corintianismo, sentimentos e doses homeopáticas de papo sério.

Chega junto, arruma um banquinho, senta aí e vem comigo!

Páginas

quarta-feira, 17 de março de 2010

CENTÉSIMO POST

Eis que chegamos ao CENTÉSIMO POST! Centésimo!
Não me recordo de quantos posts o saudoso CRÔNICAS DIÁRIAS chegou (que
deus o tenha no céu dos blogs), mas não acho que foram 100... E
centésimo post é coisa séria, pra se comemorar!
Há dias que penso no que escrever nesse centésimo... O que postar,
sobre que assunto falar? Sou politizado, será que devo falar sobre o
bundão do José Serra e sua estratégia imbecil de ser a rainha do baile
e deixar cair a vitória eleitoral mais cantada da política brasileira
desde Getúlio, em 1950?
Não, não falarei de política, afinal, centésimo post é algo feliz, não
devo perdê-lo falando sobre burrices de gente sem noção que quer ser
convidado a ser rei...
Pensei em falar sobre relacionamentos, mas ando tão cansado, tão
desanimado, tão sozinho, que só ia sair um texto trágico, dramático,
com tendências suicidas, e centésimo post deve ser algo alto astral!
Copa do Mundo, eis outro tema que me veio à cabeça, mas o que, copa é
legal mas é um porre, só se fala nisso, todos comerciais são disso,
todo mundo "apóia o Brasil", nos tornamos a "pátria de chuteiras", em
"busca do hexa", todos torcendo para a "seleção canarinho trazer o
caneco"... Não, mil vezes não, não perderei o centésimo post falando
de seleção!
Política, amor, seleção, o que sobrou fora isso? Sobrou trabalho,
faculdade, livros, filmes, mas tudo é tão datado que nem sei, nada me
inspira no tema do centésimo post, que, sinto, deve ser algo meio
eternizado, sem data ou hora para ficar velho...
Poderia falar sobre a invasão global de viados -que vão dominando o
mundo enquanto a gente aponta e acha graça!- sobre a opressão da
mulher sobre o homem no sistema capitalista, sobre o porque certas
pessoas merecem o câncer que ganharam, sobre o tsunami que não veio,
sobre amizades e saudades e destinos... São tantos temas e só um
centésimo post!
No fundo, resolvi que meu centésimo post vai falar disso mesmo: sobre
às dificuldades de criar-se um centésimo post... Sobre as mil coisas
que passam na cabeça quando pensamos em escrevê-lo, sobre os sonhos e
pesadelos que nós permeiam e fazem parte de nosso cotidiano e que
pedem, exigem, entrar na pauta nessa data simbólica...
Amor, ou sua falta; amigos, ou sua ausência; sonhos, ou pesadelos, eis
a essência do que somos e a essência desse centésimo post, escrito pra
lembrar que a vida é una e muitas, que o certo e o errado dependem do
lado da cerca no qual nos encontramos, e que nesse curto espaço de
texto podem desfilar os sonhos mais lindos, os amores mais intensos,
as decepções mais profundas, o sofrimento mais doído, a alegria mais
imensa, e amanhã, quando voltar aqui, será outro dia assim mesmo...
Centésimo post... Que cheguemos ao ducentésimo... E que vocês estejam comigo...
--
Enviado do meu celular
"Das habilidades que o mundo sabe, essa ainda é a que faz melhor: Dar voltas.''
JOSÉ SARAMAGO

4 comentários:

Michele P. disse...

Olá meu caro!
É louvável que tenha chego até aqui, pois já perdi as contas de quantos blogs (de futuro) que ficaram a mercê das traças antes mesmo de completar o qüinquagésimo "aniversário" (A nós, poetas maiores,nos é permitido comparar as postagens com anos de vida.rsrs)
Parabéns, não apenas pelo número de textos, mas pela qualidade dos mesmos.

PS: Se você me mandar um de seus livros, eu publico um elogio digno de crítica literária. rs

Perdoe o gracejo e continue a nos divertir, entreter e emocionar com suas aventuras.

Bjo grande!

Michele P. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adriana disse...

nossa e eu que nem sabia q vc continuava a escrever ..por aqui..estou muito desinformada..
migo, te enviei o mail..agora é sua vez!
saudades

Anônimo disse...

Falou de tudo e ao mesmo tempo de NADA.

Incrível como você consegue em simples palavras fazer um RX seu!

Beijos