SOBRE O BLOG

Miscelânea intuitiva de gostos, sonhos, desejos, angústias, paixões e destemperamentos, e,porque não, de ódios, raivas e estresses... Miscelânea é assim: TEM DE TUDO!

Meu Diário de Bordo da solidão, meu painel de idéias e guia de entendimento, tudo misturado com humor, drama, terror, anti-corintianismo, sentimentos e doses homeopáticas de papo sério.

Chega junto, arruma um banquinho, senta aí e vem comigo!

Páginas

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Cineminha, pipoca e cia.

Dia desses, fui sozinho ao cinema. Estranho isso, afinal, faz séculos
(eita exagero!) que não vou sozinho assistir a alguma coisa da sétima
arte (jamais soube quais as outras seis...).
Apesar da estranheza do fato, houveram sim algumas vantagens naquela
solidão momentânea dentro da sala escura do cinema. São elas:
#Posso ou não comprar pipoca. É opção minha, sou o rei, the king, o
juiz e executor da pipoquice. Se quero, compro, se não quero, não
compro. No caso, não queria (nem curto muito pipoca), mas por inércia,
pedi um combo e acabei comprando. O que faz o costume...;
#Tenho soberania completa sobre minha coca-zero. Meus desejos são a
chave para sua sobrevivência, e como os imperadores romanos, que com
dedo pra cima ou dedo pra baixo indicavam se o coitado morre ou vive,
controlo a existência dos 700 ml de coca ao meu bel prazer. Odeio
quando minha namorada não pede coca pra ela e, no meio do filme, vira
pra mim com cara de apaixonada e diz:
"AMOR, ME DÁ UM GOLE DA SUA COCA? TE AMO TANTO...". Vontade de fazer
ela levantar e comprar, mas, fazer o que, sou manteiga derretida e
cedo aos seus pedidos, a folgada!
#Posso me sentar aonde quiser, e não aonde as ceguetices namoríticas
alheias me exigem. Com isso, posso usufruir de minha visão 10 10
enquanto ainda a possuo e ver o filme como quero;
#Não preciso esquentar ninguém caso o ar-condicionado esteja frio.
Nesse caso, esquento a mim mesmo e não desperdiço meu calor em copos
não adaptados aos novos tempos de mudanças climáticas e cataclismas
que estão por vir e, assim, ajudo na melhoria da espécie, tendo
somente decendentes fortes e adaptados às interpéries do futuro
próximo distante.
Claro que há coisas negativas nessa ida solitária ao cinema. Aponto-as
para mostrar minha coerência intelectual (e porque sei que, se não
apontá-las, minha namorada vai ficar brava, dizendo pelo resto da vida
que prefiro ir sozinho ao cinema e odeio sua companhia... Coisas da
vida.) Vamos às desvantagens:
#É quase impossível carregar o balde de pipocas comprado por inércia,
a coca-zero de 700 ml e entregar o ingresso, a carterinha de
meia-entrada, passar a catraca e entrar sem derrubar nada. Pelos 5
minutos em que fiquei na fila, dois pensamentos ficaram em minha
mente. São eles:
Pensamento 1: se não estivesse sozinho, alguém carregaria a
pipoca que nem quero... Como meu amor faz falta em minha vida! PORQUE
COMPREI PIPOCA?
Pensamento 2: sabe porque eles não inventam uma cestinha de
papelão, feito aquela do Mc, pra pessoas solitárias poderem carregar
sua pipoca, sua coca-zero a não passar vergonha? Descobri: Porque eles
QUEREM que as pessoas solitárias passem vergonha! Daí, elas arrumam
alguém e a leva ao cinema pra carregar as coisas e, ao mesmo tempo,
obriga você a comprar DOIS ingressos para assistir ao filme que, uma
vez existindo cestinha, você poderia assistir pagando somente UM! Tudo
faz parte de uma conspiração dos judeus de Hollywood para tirar até
nosso último centavo suado, como diria Mel Gibson.
Tornemos às desvantagens de ir-se ao cinema sozinho, pois desviamos de
nosso assunto principal em detrimento à teorias conspiratórias
inexistentes, porém reais.
#Após o mico de entrar sozinho no cinema, com os casais nos olhando e pensando:
COITADO, NEM A MÃE QUER... , temos a escolha das poltronas, outro
desafio. Explico-me: caso eu seja o único escolhedor do lugar, a culpa
por sentar-me num lugar ruim é minha, somente minha, MEA CULPA! Posso
escolher um assento e dar o azar de sentar atrás do Karin Abdul Jabar
(tirei do fundo do baú esse cara...) e não conseguir ver a tela e,
sendo eu o detentor único da soberania escolhetiva do assento, não
posso jogar a culpa em ninguém. Estando acompanhado, posso dizer:
"Que merda de lugar VOCÊ escolheu! Na próxima encarnação, escolho
alguém que não seja tão cegueta! Da próxima, escolho eu os lugares!"
Como posso dizer isso estando sozinho? Escolher o lugar no cinema é
responsabilidade demais para uma pessoa só...
#Outra desvantagem: ar-condicionado desregulado... QUEM ME ESQUENTA SE
ESTIVER FRIO? Claro, pois apesar de ser um homem pokemón, ou seja, um
homem que evolue, pode haver um dia no qual o ar-condicionado esteja
maluco e esfrie a 10*C. O que fazer, além de tirar o calor de outro
corpo? Isso de ser esquentado possue uma estratégia própria: ganha
calor quem RECLAMA primeiro! Claro, pois a lógica dos casais EXIGE
que, ao ouvir o ser amado dizendo: AMOR, TÔ COM FRIO..., esquentemos
ele. Não seria de bom tom dizermos, ao ouvir a frase do frio:
EMA, EMA, CADA UM COM SEUS POBREMA...
#E a pior parte de ir sozinho: o mocinho do filme tasca um beijão na
mocinha (fiquemos só no beijão...) e, estando acompanhados, basta
olhar para o lado e dizer: TAMBÉM QUERO! Pronto, problemas beijísticos
saciados! Sozinho, fica mais complicado de chegar na moça ao lado,
durante a cena de beijo, e dizer:
POR OBSÉQUIO, SEI QUE A SENHORITA TAMBÉM DEVE ESTAR COM VONTADE DE UM
ÓSCULO HOLLYWOODIANO COMO O DA TELA,E EU TAMBÉM QUERO, ENTÃO, PORQUE
NÃO JUNTAMOS AS DUAS VONTADES E VOCÊ ME DEIXA TACAR UM BEIJÃO EM VOCÊ?
Das duas uma: ou a gente toma um bofete merecido, ou a menina aceita e
a gente começa a pensar: FOI MUITO FÁCIL. AONDE MAIS ESSA BOCA DEVE
TER PASSADO?
Somando prós e contras, chicos e franciscos, no final das contas nada
é melhor do que ir com quem se ama ao cinema e curtir a sétima arte
bem acompanhado. Sempre haverá alguém pra te dar um beijo na hora
certa, pra te esquentar se for preciso, pra ajudar a carregar as
compras da bomboniere e, melhor de tudo, rachar a conta da pipoca!
Cinema a dois é o que há! Viva o amor...
--
Enviado do meu celular

Um comentário:

Adriana disse...

Só fui uma vez na vida sozinha e pra nunca mais!!!Q micooo...