SOBRE O BLOG

Miscelânea intuitiva de gostos, sonhos, desejos, angústias, paixões e destemperamentos, e,porque não, de ódios, raivas e estresses... Miscelânea é assim: TEM DE TUDO!

Meu Diário de Bordo da solidão, meu painel de idéias e guia de entendimento, tudo misturado com humor, drama, terror, anti-corintianismo, sentimentos e doses homeopáticas de papo sério.

Chega junto, arruma um banquinho, senta aí e vem comigo!

Páginas

quarta-feira, 30 de abril de 2008

TERREMOTO EM SÃO PAULO

Terremoto em São Paulo.
Terremoto em São Paulo.
Ter-re-mo-to em São Paulo. Pois é, o Brasil não é mais o mesmo.
Terremoto em São Paulo. Tufões no sul. Enchente no Nordeste. Seca no Amazonas.
Alguma coisa alterou o equilíbrio nacional...
Quando nasci, o Brasil era um país onde não havia terremotos, não havia maremoto nem vulcões ativos. Poços de Caldas: cuidado! Vocês são os próximos... Logo, logo, nossos vulcões tornam a funcionar novamente e, daí, babau doce de leite!
Quando eu era pequeno - o que não faz tanto tempo assim! - o problema do Nordeste era falta d’água, o Amazonas era o maior rio do mundo e o chão não tremia em nosso Brasil varonil, salve, salve. Quanto tempo... Saudosos tempos aqueles, nos quais éramos instáveis na economia e estáveis no chão e nos céus...
Hoje, falta água no Amazonas. FALTA ÁGUA NO AMAZONAS! Os Nordestinos morrem afogados... NORDESTINO MORRENDO AFOGADO! Sei que não há nada mais triste que perder um parente ou conhecido em uma tragédia natural, mas não deixa de ser irônico um NORDESTINO, no NORDESTE, em PLENO SERTÃO, morrer AFOGADO... Isso me lembra aquela cena do Indiana Jones, no templo da Perdição, quando ele tenta parar o carrinho de transporte com os pés e, ao conseguir, começa pedir:
-Água, água, água...
Nisso, um tsunami de água invade a caverna e ele, começando a correr, aponta e grita:
-Água, água!!!
Tempos atrás, tivemos tufões em Santa Catarina. Tufões! No Brasil não havia tufões! Agora, há!
E agora, vem esse tal terremoto em São Paulo. Terremoto em São Paulo!
Tento entender o que aconteceu e a resposta é-me clara e cristalina como a água que falta no amazonas: quem mandou votar no Lula?
Foi ele. O grande culpado de todas as desgraças naturais é o senhor Presidente da República. NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS, tivemos tufões. NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS tivemos maremotos. NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS tivemos terremoto em São Paulo.
Libertamos as pagas do apocalipse. Logo, logo, chegam os gafanhotos – na verdade, já chegaram: são os petistas! – e, logo, logo, é o fim. Aguardemos o tsunami devastador que vem terminar com nossa civilização tupiniquim nos trópicos...
Graças a Deus, o mandato do molusco-mór está acabando. Quantas mortes ainda teremos que suportar para livrar-nos de nosso erro? Duvido que o padre, o nosso Bartolomeu de Gusmão, teria morrido se estivéssemos no governo FHC... Quem mandou votar no Lula?

2 comentários:

Andréa disse...

Gargalhadas... Coitado do Lula!!!! Quer dizer então que tudo agora é culpa dele? Sei... Olha, se o Lula tem esse poder de mudar até mesmo as condições climáticas, aí é que temos de votar no PT mesmo, porque senão continuar no poder as desgralas serão ainda maiores... risos... Abraços!

Anônimo disse...

Vc queima vela com defunto ruim...

O lula nao tempoder pra nada, muito mais, pra mudar o mundo (mesmo que seja pra pior...)

Fale do palmeiras, do Bin laden, mas nao perca seu talento falando de alguem que nem ao mesmo ler direito sabe...

O mundo agradece e seus fãs, entre os quais me incluo, tb

abraço