SOBRE O BLOG

Miscelânea intuitiva de gostos, sonhos, desejos, angústias, paixões e destemperamentos, e,porque não, de ódios, raivas e estresses... Miscelânea é assim: TEM DE TUDO!

Meu Diário de Bordo da solidão, meu painel de idéias e guia de entendimento, tudo misturado com humor, drama, terror, anti-corintianismo, sentimentos e doses homeopáticas de papo sério.

Chega junto, arruma um banquinho, senta aí e vem comigo!

Páginas

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

A Marcha dos Pingüins

Chove lá fora, mil coisas me passam pela cabeça e, pra passar o tempo, mexo em meus dvds e encontro o documentário francês ganhador do Oscar, "A Marcha dos Pingüins". Assisto, comendo hambúrguer com  H2Ohhhh gelada.

A marcha dos pingüins...

Antes que me venham os papais sabem-tudo da língua portuguesa me dizerem que, "Celso, seu burraldo, o trema caiu", explico-me: burraldo é a mãe, e ainda não aceitei tal queda! Melhor seria cair os mil sons
de x, melhor seria cair os chapeuzinhos em vôo e sôo, que só servem pra encher lingüiça, do que o trema da própria linGÜiça, do cinQÜEnta, de caGÜEte, que soam bem e diferenciam as palavras... Apoio o trema
até os confins do prazo para assimilar a nova gramática, não sem antes dizer:

Eita falta do que fazer dos acadêmicos...

Tornemos aos pingüins, mote primordial desse texto, objeto inicial de nossa discussão, pingüins esses com trema, de quem falavamos antes de discorrer sobre os caminhos de nossa língua...
Assisti ao filme e fiquei meditativo. Pensei comigo mesmo - sozinho em meu quarto, como estava - e, depois de muita análise, concluí:

QUE BOSTA SER PINGÜIM!

Concluída a conclusão, analisada a análise, pensado o pensamento e exposta a exposição, vou dormir porque está tarde...
E pensando cá entre nós, perdi um post inteiro só falando merda...
Eita falta do que fazer do senhor Celso Henrique!
--
Enviado do meu celular

Um comentário:

nanezinha costa disse...

Adorei O texto Abç!!!